Over 10 years we helping companies reach their financial and branding goals. Onum is a values-driven SEO agency dedicated.

LATEST NEWS
CONTACTS
LIBRAS

A criança ouvinte pode aprender língua de sinais desde bebê sem prejuízos para sua fala?

A criança ouvinte pode aprender língua de sinais desde bebê sem prejuízos para sua fala?

Dóris Carabajal Palma

Toda criança, surda ou ouvinte, faz uso de gestos para se comunicar, como por exemplo: mandar beijo, dar tchau, apontar com o dedo indicador, estender as mãos para pedir colo ou algo que deseja. Esse processo faz parte do desenvolvimento da linguagem e, partindo desse princípio da evolução da comunicação, as crianças podem (e devem) se comunicar por sinais, antes mesmo de conseguir falar. É importante que os pais estejam atentos à comunicação não verbal do seu bebê que envolve além de gestos, o choro, o riso e a emissão de sons.

A Língua de Sinais ajudará os pais a se comunicarem com o bebê de uma maneira diferente, onde o bebê poderá expressar suas emoções por sinais, mesmo que ainda não seja capaz de se expressar verbalmente, aproveitando também as novas habilidades do bebê que estará desenvolvendo.

A estimulação pode ocorrer desde os primeiros dias de vida do bebê, sendo o período ideal para ensinar é depois dos 4 meses, pois nessa idade conseguem prestar mais atenção e observar por alguns segundos os movimentos e sons. Estudos mostram que bebês que tem contato com sinais mais cedo, conseguem responder por sinais já com 6 meses.

O brincar com a criança e contar histórias auxiliam nesse processo. Cabe aos pais a tarefa de apresentar o mundo à criança, nomear pessoas e coisas, para que ela entenda a complexidade do mundo, e se sinta encorajada a interagir sempre.                                           

Para começar a ensinar, os pais devem seguir devagar: poucos sinais e começar com um sinal por vez. Quando o bebê aprender o primeiro sinal, você pode começar a ensinar outros. Em poucos meses seu bebê vai estar fazendo 20 sinais ou mais.

Entre sinais e palavras

Os gestos não irão substituir a fala nem atrasar o desenvolvimento verbal da criança. A Língua de Sinais por ser uma língua de modalidade gestual-visual pela qual é possível se comunicar através de gestos, expressões faciais e corporais, é um método alternativo. Com isso, não há prejuízo na entrada auditiva, mas sim uma estimulação sensorial a mais para o cérebro.

Vale lembrar que o uso da Língua de Sinais deve ser feito de forma tranquila, respeitando o tempo da criança. A ideia é que os pais sempre falem a palavra ao mesmo tempo em que fazem o sinal e mostram o objeto. Isso vale para diferentes circunstâncias, assim o bebê aprenderá com o som, com o sinal e a representação do que foi dito.

 

Fonte: https://blog.surdoparasurdo.com.br
@babysigns_taniseanhaia

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *